Proteção Civil alerta para agravamento do estado do tempo

O Serviço Municipal de Proteção Civil de Mafra informa que se prevê, para os próximos dias, a ocorrência de vento e agitação marítima para todo o país, estando prevista, para o Concelho de Mafra, ondulação superior a 11m de altura e ventos fortes que poderão atingir os 85km/h. Informa, ainda, que serão interditados os acessos às praias, devendo ser respeitada a sinalização no local.

Locais interditados: 
- Ericeira – Praia dos Pescadores, Matadouro, Furnas, Praia do Sul, Praia do Algodio, Empa, Ribeira d’Ilhas;
- Carvoeira – Foz do Lizandro e São Julião;
- Santo Isidoro – São Lourenço, Coxos, 
- Encarnação – Calada, Azenha;

Todos os equipamentos nas praias que possam ser atingidos e destruídos devem ser retirados/protegidos.
Todas as atividades previstas para sexta-feira nas zonas costeiras deverão ser canceladas ou adiadas.

 

MEDIDAS PREVENTIVAS

Recorda-se que o eventual impacto deste agravamento do estado do tempo pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, e em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, se recomenda a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:

- Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas; 
- Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias; 
- Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas; 
- Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas; 
- Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte; 
- Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros, evitando se possível a circulação e permanência nestes locais; 
- Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos muito próximos da orla marítima; 
- Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.