Mafra, Saramago… e a Música!

Na mais bela biblioteca do mundo, integrada no monumento que serviu de inspiração à obra maior do Nobel da Literatura português, o espetáculo “Mozart e Schubert para Saramago” encerrou o IV Festival de Música de Mafra “Filipe de Sousa”, integrando um concerto por Adriano Jordão (piano), acompanhado por Solistas de Lisboa (cordas).

“O piano é um instrumento que me deixa sempre perplexo. Perplexo neste sentido: aquilo não é possível, ponto, e em todo o caso acontece, e acontece a toda a hora.

Uma coisa que não é possível e acontece a toda a hora.

Dez dedos que andam ali em cima daquele teclado com a complexidade que o teclado tem, com a diversidade de sons, de matizes. E os pedais, que também têm a sua função, e grande e importante. E ver ali um senhor tocar muitas vezes de cor, sem a partitura, deixa-se sem respiro. Passagens de uma velocidade incrível, quer dizer, como é que se comandam os dedos daquela maneira? Expressões, timbres. (…)”

Excerto de uma entrevista a José Saramago, conduzida por Jorge Rodrigues.

Apoio da Fundação José Saramago

 

Este Festival é uma organização da Câmara Municipal de Mafra, com apoio da Fundação Jorge Álvares.

Mafra, Saramago… e a Música!