Logótipo Mafra Logótipo Ericeira

BREXIT: Toda a informação que precisa para a sua empresa

Com a saída do Reino Unido da União Europeia já no próximo dia 29 de março, são várias as questões levantadas quanto às consequências deste acontecimento para as empresas portuguesas. O IAPMEI, através dos seus Centros de Apoio Empresarial, distribuídos por 12 distritos do país, em colaboração com a Direção Geral das Atividades Económica, disponibiliza apoio especializado e em proximidade às PME que tenham relações comerciais com o Reino Unido, tendo em vista a minimização dos potenciais impactos económicos que possam decorrer do Brexit. 

O Reino Unido irá sair da União Europeia no próximo dia 29 de Março (caso não haja decisão para se adiar a data de saída) e apesar do atual contexto de indefinições do BREXIT, este terá consequências económicas para a economia e empresas portuguesas.
O processo de saída e as negociações ainda estão a decorrer, estando previsto, no caso de existir acordo, um período de transição 29 de março de 2019 a 31 de dezembro de 2020, no qual se manterão as regras do mercado único.
O mercado do Reino Unido assume particular relevância para as exportações portuguesas de serviços e bens, e as empresas com relações comerciais com este mercado enfrentarão novos desafios para os quais têm que se preparar.
Para melhor enquadramento sobre o conjunto de alterações em perspetiva, poderá encontrar  no documento O BREXIT e Portugal – quais os cenários possíveis para as empresas portuguesas elaborado pela DGAE, informações sobre o BREXIT e esclarecimento sobre os impactos que resultarão deste processo para as empresas portuguesas.

Para esclarecimentos adicionais contacte o IAPMEI através do e-mail info@iapmei.pt ou a DGAE pelo endereço info.brexit@dgae.min-economia.pt.

Mais informação em:

Brexit preparedness | Comissão Europeia 
Brexit - O acordo de saída do Reino Unido da União Europeia | Ministério dos Negócios Estrangeiros
Brexit | Direção-Geral das Atividades Económicas
Estudo Brexit - As consequências para a economia e as empresas portuguesas | CIP